All for Joomla The Word of Web Design

Dicas: conheça a oncologia veterinária e como tratar animais com câncer

Saiba de que maneira a oncologia veterinária tem trabalhado para salvar os cães e gatos com câncer.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Saiba de que maneira a oncologia veterinária tem trabalhado para salvar os cães e gatos com câncer.

Assim como no universo dos seres humanos, o câncer é uma doença bastante presente no mundo animal, afetando cães e gatos com bastante frequência. Com isso em mente – além do fato de que, hoje, essa terrível doença já é uma das principais responsáveis pela morte de animais de pequeno porte em todo o mundo –, a oncologia veterinária faz esforços cada vez maiores em busca de meios para tratar e curar cães e gatos com câncer.

Na maioria das vezes, os casos de câncer começam a se manifestar em cães e gatos já idosos (com mais de 10 anos de idade), tendo infecções virais de variadas motivações como as principais desencadeadoras dos tumores cancerígenos, e fazendo com que um quadro já complicado piores ainda mais. A intervenção cirúrgica, ainda hoje, é a principal forma de tratamento da doença (na maioria dos casos em que o tratamento é possível), mas a medicina veterinária oncológica faz avanços cada vez maiores para oferecer meios alternativos de tratar o câncer em animais, buscando mais opções para combater a doença sem a necessidade de cirurgias.

Atualmente, tanto a quimioterapia como a eletroquimioterapia já podem fazem parte do tratamento de animais de pequeno porte com a doença – sendo que as principais ocorrências de câncer em cães e gatos são notadas na forma de tumores mamários, cutâneos e hematopoiéticos (que afetam a medula óssea do animal).

Para encontrar formas cada vez melhores de prevenir e tratar o câncer em animais, entidades ligadas à oncologia veterinária já promovem diversos encontros, palestras e congressos totalmente focados no tema – incentivando a capacitação dos profissionais veterinários para que possam diagnosticar, avaliar e tratar os casos da doença em cães e gatos com resultados eficientes e cada vez mais rápidos.

Conforme citado anteriormente, embora a cirurgia ainda seja a forma mais usada para tentar curar o câncer em animais (retirando, por completo, os tumores presentes no corpo do animal), a quimioterapia também vem mostrando resultados bons como terapia, sendo que a radioterapia também tem sido vista com bons olhos pelos veterinários, assim como a crioterapia (que consiste no uso de temperaturas extremamente baixas como forma de terapia).

Com isso em vista, vale a pena ficar de olho no seu animal para poder identificar os principais sinais de câncer – que incluem o aumento do volume abdominal, a presença de nódulos aparentes e sangramentos espontâneos, entre outros – encaminhando-o a um profissional da oncologia veterinária (caso encontre os sinais) para que ele possa indicar a melhor e mais eficaz forma de tratamento.

Com informações do Terra

 

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Mais Dicas

Comentários

Oi queria saber se vcs resgata animais que estão sendo maltratados,minha visinha...
Quinta, 21 Mar 2019, 14:56   
Bom dia, você é de qual cidade? Tenho interesse!
Quinta, 21 Mar 2019, 10:31   
Me ajudem por favor.
Quinta, 21 Mar 2019, 0:30   
Olá Boa noite! Eu tenho um cãozinho e ele ta fomitando demais... Queria a ajuda ...
Quinta, 21 Mar 2019, 0:29   
Tenho um Rotweiler e um Pastor - caso tenha interesse. 9.9902-7821.
Quarta, 20 Mar 2019, 16:45   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...