All for Joomla The Word of Web Design

Os cuidados adequados na higiene de cães e gatos

A higiene dos pets pode ser realizada na própria residência, desde que os cuidados adequados sejam providenciados. Olhos e ouvidos merecem atenção especial na hora da higiene do seu melhor amigo.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Dia de banho: olhos e ouvidos merecem atenção especial na hora da higiene do seu melhor amigo. Confira as recomendações dos especialistas.

"Sábado é dia de banho." Essa expressão popular, muito utilizada em brincadeiras, pode soar como falta de higiene para os humanos, mas não para os pets. Isso porque a recomendação dos veterinários é que os cachorros tomem banho exatamente uma vez por semana, ou, dependendo do caso, duas vezes ao mês. "Os cães podem tomar banhos semanalmente, ou a cada 15 dias. Depende de quanto se sujam [alguns cães que saem todo dia à rua podem voltar sujos], ou mesmo na dependência do tipo de pelagem, eles podem requerer banhos mais frequentes", explica o veterinário Marcelo Quinzani.

E quem pensa que gato não toma banho está muito enganado. Os felinos também devem enfrentar a água e o sabão, mas, no caso deles, apenas uma vez ao mês. "Normalmente, os gatos são mais limpos. Eles fazem a higiene do pelo [lambem-se] todos os dias. No caso dos gatos, um banho por mês pode ser suficiente, mais com o intuito de retirar os pelos mortos, assim como a escovação do pelo, que pode ser diária. Alguns gatos podem tomar banhos com intervalos de meses", afirma Marcelo.

Em casa

A higiene dos pets pode ser realizada na própria residência, desde que os cuidados adequados sejam providenciados.

Antes de mais nada, é preciso separar um local seguro para dar banho no animal. É importante que a utilização de produtos específicos seja feita somente sob a recomendação de um especialista. "O único profissional que poderá indicar um shampoo ideal é o médico veterinário. Muitas vezes, aos olhos do leigo, parece que o pelo está bom, mas, aos olhos do profissional, isso não é uma verdade. Cabe a ele decidir o tipo de shampoo", ressalta o professor do curso de veterinária da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), Milton Kolber.

Deve-se prestar atenção também na temperatura da água, que deve ser amena. "A temperatura da água deve ser morna, para que o banho se torne agradável. Água muito fria ou muito quente pode tornar o banho desagradável. Nos dias quentes, pode-se optar por banho com água em temperatura ambiente", indica Marcelo.

Em dias quentes, dependendo do tipo de pelo do animal, a secagem pode ser realizada apenas com uma toalha. O uso do secador é recomendado em grande parte dos casos, desde que seja em uma temperatura adequada. "O ideal é utilizar um secador com temperatura amena. O melhor é primeiro secar muito bem com uma toalha e depois secar com um secador, tomando cuidado com a temperatura, para não queimar o pelo do animal", explica Milton.

Cuidado especial

Olhos e ouvidos são regiões sensíveis e merecem atenção redobrada. "Antes de iniciar o banho, deve-se colocar algodão nos ouvidos, para evitar a entrada de água, com o cuidado de não colocar um volume muito pequeno de algodão, que entre no ouvido e depois não consiga ser retirado. Deve-se tomar cuidado especial com olhos e ouvidos", recomenda Marcelo.

O indicado é que essas regiões sejam limpas separadamente. "É importante proteger os olhos contra a escova, pois já vi muitos banhos durante os quais, acidentalmente, ocorrem escoriações nessa parte sensível do globo ocular", observa Milton.

Filhotes

A partir dos 40 dias de idade, os filhotes já podem tomar banho. No entanto, devido à situação de estresse e ao contato com outros animais, o recomendado é que a higiene não seja realizada em pet shops. "O banho, por si só, não faz mal ao filhote, mas a situação de estresse, assim como o contato com outros animais, pode predispor o bichinho a algumas doenças, principalmente viroses, no caso de indivíduos com vacinação incompleta. Assim, recomendamos a limpeza, se necessário, com um banho sob orientação e cuidados de um médico veterinário", explica Marcelo Quinzani.

Confira, abaixo, recomendações de especialista com relação aos cuidados essenciais que se deve ter na interação entre animais domésticos e pessoas (vídeo).

Assista ao vídeo / TV Anhanguera

Com informações do NippoBrasil

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Mais Dicas

Comentários

Boa tarde,Vc é irmã de Irene Sposati?
Sábado, 23 Mar 2019, 17:24   
Boa tarde, tenho interesse, de que cidade você ,é?
Sábado, 23 Mar 2019, 14:18   
ANA
Por favor nescessito de ajuda ,mudou um ser na minha rua ,ela sai e deixa o cach...
Quinta, 21 Mar 2019, 23:54   
Oi queria saber se vcs resgata animais que estão sendo maltratados,minha visinha...
Quinta, 21 Mar 2019, 14:56   
Bom dia, você é de qual cidade? Tenho interesse!
Quinta, 21 Mar 2019, 10:31   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...