All for Joomla The Word of Web Design

Dicas: como encontrar gatos perdidos

É difícil, porém, não impossível, recuperar gatos que se perderam, às vezes, semanas ou meses depois. O que complica o processo de recuperação do animal é o mito de que os gatos se viram, dão um passeio e voltam sozinhos e, assim, às vezes, não são procurados.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

É difícil, porém, não impossível, recuperar gatos que se perderam, às vezes, semanas ou meses depois.

O que complica o processo de recuperação do animal é o mito de que "os gatos se viram, dão um passeio e voltam sozinhos" e, por essa razão, muitos tutores de gatos deixam de procurá-los nos primeiros dias de desaparecidos, o que pode significar o sumiço deles para sempre por vários motivos: ataque de cães, atropelamentos, envenenamentos, entre outros.

Em recente matéria publicada na ANDA (Cães perdidos têm mais chance de voltar para casa do que gatos), abaixo, esse problema foi exposto. Um relatório canadense realizado em 2014 mostrou que é bem maior o número de cães que reencontram seus tutores do que gatos que conseguem se reunir novamente com suas famílias.

Cães perdidos têm mais chance de voltar para casa do que gatos

Há uma boa chance de que se um cão se perder e acabar em um abrigo de animais, ele vai eventualmente voltar para os braços amorosos de seu guardião. Mas quando um gato não consegue voltar de suas rondas noturnas, as probabilidades são de que seu tutor não irá vê-lo novamente.

Isso é motivo de preocupação para a Federação Canadense de Sociedades Humanitárias. O relatório anual da federação para 2014 mostra que 69 por cento dos cães perdidos abrigados por sociedades humanitárias ou SPCA naquele ano foram reunidos com seus tutores em comparação com 56 por cento em 2013.

Para os gatos, no entanto, o valor é significativamente inferior. Apenas cinco por cento voltam para casa. O relatório é baseado em 89 respostas a um inquérito da federação enviado para 168 sociedades humanitárias e SPCAs em todo o Canadá entre abril e setembro de 2015. As informações são do site The Star Canada.

A federação diz que os dados representam apenas uma fração dos animais em situação de rua no país. Abrigos privados, grupos de resgate e acolhimento e serviços animais municipais não foram pesquisados. "Há uma ideia generalizada lá fora, que, 'Bem, o gato vai voltar', ou 'Eu só vou esperar uma ou duas semanas para que ele retorne'", disse o CEO da federação Barbara Cartwright. "É tarde demais para o gato. Eles foram absolutamente perdidos de seu tutor."

Os canadenses estão constantemente recebendo a mensagem sobre a posse responsável de cães e estão garantindo que seus cães tenham coleiras, placas de identificação, e microchips, disse Cartwright. Eles também procuram seus animais domésticos se eles se perdem. Mas é uma história diferente para felinos. "Os gatos muitas vezes não são microchipados, raramente usam coleiras e as pessoas não procuram por eles."

O problema de gatos em situação de rua tem afetado abrigos por anos. O relatório da federação mostra que mais de 85.000 gatos e mais de 38.000 cães foram abrigados durante 2014. Desde 2001, tiveram cerca de duas vezes o número de gatos transportados para abrigos como caninos – fator por trás da superlotação nas instalações.

O número de gatos induzidos a morte em abrigos também continuou a ser duas vezes maior que o número de cães, apesar dos números totais terem sido menores para ambas as espécies do que nos dois anos anteriores.

Mas nem tudo é tristeza nos abrigos. No Canadá, 20 por cento menos animais foram pegos por abrigos em 2014 em comparação com o ano anterior. A equipe observou que mais animais em situação de rua já tinham sido esterilizados antes de sua chegada.

Cartwright disse que não há dados concretos para explicar a menor admissão, mas ela é otimista de que a melhoria da tutela de animais e programas de castração melhores estão por trás dele.

ANDA

Gatinhos novos podem se esconder em locais muito pequenos e estreitos da onde, às vezes, não conseguem sair. (Foto: Lino Art)Gatinhos novos podem se esconder em locais muito pequenos e estreitos da onde, às vezes, não conseguem sair. (Foto: Lino Art)

Mas além desse mito de que "gato volta sozinho" há outro fator que dificulta a localização de um gato perdido, mesmo quando ele é procurado assim que desaparece: não procurar nas áreas vizinhas, inclusive, casas, lojas e estabelecimentos vizinhos, como mercados, escolas, galpões e, especialmente, prédios em construção, que costumam ser um grande refúgio para gatos. A maioria das pessoas começa a caminhar longe da residência e não se dá conta que um gato não acostumado à rua dificilmente irá longe. Ele buscará um esconderijo o mais próximo possível, mas, por alguma razão, pode ter dificuldade de sair de lá, enquanto seu tutor continua em busca dele longe dali.

Há relatos de pessoas que passaram o dia completamente desesperadas gritando pelo gato na rua e ele estava na garagem ou escondido atrás de material de reforma do próprio prédio onde morava. Às vezes, o gato escapa e entra em outro apartamento sem ser notado e lá fica imobilizado, sem coragem de aparecer. Um gato pode ainda entrar numa casa vizinha e ir parar no quintal dos fundos, onde um muro muito alto o impede de pular. Com medo de adentrar na casa de novo, ele fica ali no quintal, por vezes escondido num quartinho ou atrás de entulhos. Se for um gato tímido ou assustado ficará quieto e escondido sem ser notado.

Ághata, de SP, entrou no forno do fogão. Bastaria uma distração para fechá-la lá dentro. (Foto: Fátima ChuEcco)Ághata, de SP, entrou no forno do fogão. Bastaria uma distração para fechá-la lá dentro. (Foto: Fátima ChuEcco)

Mas são as casas vazias, em reforma, ou prédios em construção, o grande atrativo para gatos em fuga. Há um vasto campo para se esconder nesses locais. Em grandes obras urbanas, como prédios comerciais ou residenciais, quase sempre há gatos perdidos que vivem dos restos de comida de pedreiros. Só para ilustrar, já houve caso de tutor à procura do gato durante 15 dias, em São Paulo. Espalhou cartazes por toda parte e ofereceu recompensa em vão. Somente quando resolveu dar uma olhada numa loja em reforma, vizinha a sua casa, é que encontrou o gato literalmente "encaixado" no forro do telhado. Imóvel, sem dar um miado. Deve ter sobrevivido com água da chuva e, talvez, comendo alguma barata, mas não tinha como sair da loja já que era trancada durante a noite.

Claro que espalhar cartazes, anúncios em jornais e divulgar bastante nas redes sociais ajuda, mas é preciso focar locais próximos, inclusive, locais onde há cachorros bravos, pois, o gato pode estar acuado num lugar assim. Outra providência é usar coleira, daquelas que possuem elástico e não enforcam o animal. Uma plaquinha ou pingente com telefone do tutor pode salvar a vida de um gato. Também podem ser microchipados.

E sempre devem ser castrados. Uma fêmea perdida, que engravida em contato com gatos de rua, por exemplo, terá muito mais problemas que uma gatinha castrada. Uma gatinha siamesa, extremamente dócil, passa por essa situação nesse exato momento. Ela está aparentemente perdida na junção das ruas Bom Pastor e Almirante Lobo, no bairro do Ipiranga (SP). Várias pessoas já procuraram por ela, em vão, porque ela fica nos arredores e não em um ponto fixo. Se fosse apenas ela ainda seria mais fácil procurar comida e se esconder, mas agora ela carrega filhotes na barriga (foto abaixo). Casos assim são corriqueiros, mas muito sofrimento pode ser evitado se casas com gatos forem teladas, animais forem castrados e usarem coleira com telefone, e os tutores atentarem para os arredores da casa em suas buscas pelos felinos perdidos.

Gata siamesa provavelmente perdida aguarda resgate em SP. Está grávida e sem qualquer identificação. (Foto: Fátima ChuEcco)Gata siamesa provavelmente perdida aguarda resgate em SP. Está grávida e sem qualquer identificação. (Foto: Fátima ChuEcco)

Preste atenção aos sonhos

Outra forma de encontrar animais perdidos, e isso vale tanto para gatos quanto para cachorros, é prestar atenção em sonhos com eles. Há inúmeros relatos de pessoas que encontraram seus animais depois de terem tido sonhos onde havia alguma pista da localização. No livro "Cães sabem quando seus donos estão chegando", do pesquisador Rupert Sheldrake, um estudo mostra que cães e gatos se comunicam com seus tutores por telepatia e um dos canais usados para essa comunicação pode ser por meio de sonhos.

Quando eu era pequena, certa vez, nosso gato se perdeu. Ficou pelo menos duas semanas desaparecido até que ouvimos um miado vindo de um ralo. Ele havia entrado em alguma boca de lobo e andado pelos canos até encontrar uma saída que dava para o quintal do prédio onde morávamos. Era um ralo profundo, talvez uns 5 metros de profundidade. Para piorar tinha um engradado de ferro fincado no cimento na base. Ele escalou com as unhas o cano, segurando-se na própria sujeira do esgoto, enquanto minha mãe quebrava o engradado com um martelo. E foi assim que ele conseguiu sair, pele e osso, mas vivo! Procuramos por ele em todo lugar, mas ele estava logo ali, literalmente, bem debaixo dos nossos narizes. Então, procure por gatos em locais próximos, às vezes, até dentro da casa ou prédio e nos locais mais improváveis... isto é, improváveis para nós, não para os gatos.
Fátima ChuEcco, autora da matéria

Com informações da ANDA

 

Anúncio da APIPA | 22/JANEIRO/2019

Ajude agora! Falta RAÇÃO para GATOS no Abrigo da APIPA

Amigo da APIPA, nosso abrigo está sem estoque de RAÇÃO para GATOS (quase ZERADO) e precisamos alimentar mais de 230 bichanos (adultos e filhotes). Ajude esses inocentes para que o alimento não lhes falte, fazendo a sua doação de RAÇÃO para GATOS agora, pois a fome não espera! Informações com Isabel (86) 99951-0201 e Jane (86) 99924-1818.
Veja post no Facebook

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.

Pessoas nesta conversa

  • Olivia

    Gatinha Fifi sumiu ontem no haver na rua João Soares Barcelos......

    Selecionar e copiar URL:
    Compartilhar nas redes:

Mais Dicas

Comentários

Bom dia, Luciana. Infelizmente não temos mais vaga.
Quinta, 21 Fev 2019, 9:00   
Bom dia, Aline. Infelizmente não temos mais vaga.
Quinta, 21 Fev 2019, 8:59   
Bom dia, Alexandre! Temos sim. Venha nos visitar e conhecer o nosso abrigo.
Quinta, 21 Fev 2019, 8:53   
Bom dia, eu nao moro no Brasil e ja estou proximo a viajar para o exterior,???
...
Quinta, 14 Fev 2019, 15:42   
Vcs estão tendo filhote de 6 meses medio porte ou grande porte, pode ser médio p...
Quarta, 13 Fev 2019, 8:49   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...