Miíase: saiba como prevenir e tratar a bicheira

A miíase, popularmente conhecida como 'bicheira', pode ter graves consequências quando não tratada com rapidez. Fique de olho!

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

A miíase, popularmente conhecida como 'bicheira', pode ter graves consequências quando não tratada com rapidez. Fique de olho!

A mosca-varejeira deposita os ovos no corpo do hospedeiro, normalmente em um ferimento exposto na pele do cachorro. As larvas da bicheira, nascem dos ovos depositados pelas moscas que se desenvolvem no tecido subcutâneo dos animais. Muitas vezes as moscas também infectam pessoas que vivem ou visitam regiões rurais.

A bicheira pode causar lesões bem graves na pele afetada, pois as larvas depositadas pela mosca-varejeira irão alimentar-se da carne do ferimento para se desenvolver e esta ação provoca grandes buracos na região afetada. A bicheira é uma lesão de tratamento bem simples, quando diagnosticada rapidamente, no entanto, a evolução da bicheira é bem rápida e quando demora para ser tratada, pode causar grandes estragos no tecido, chegando a necessidade de amputar o membro atingido ou até a levar o cachorro a óbito.

Portanto, já vimos aqui que a bicheira se alimenta de tecidos vivos, e que estas larvas desenvolvem-se no local onde os ovos foram depositados. Geralmente estas larvas não se espalham pelo corpo, a não ser que a bicheira seja deixada por muito tempo sem tratamento no lugar onde penetrou. Por isso é muito importante extrair a bicheira o mais rápido possível, assim que você perceba a presença das larvas na pele de seu cachorro. Geralmente, o ferimento causado pelas larvas tem uma aparência redonda com cerca de 1,5cm de diâmetro, antes de começar a se expandir. Você irá perceber a movimentação das larvas da bicheira dentro dessa abertura, alimentando-se da carne do animal. O ferimento também irá apresentar uma secreção líquida e com odor desagradável. Em uma lesão como esta, pode haver até mais de 100 larvas.

Como evitar que as larvas da mosca-varejeira causem Miíase (Bicheira)

Lembre-se que as moscas depositam suas larvas na pele dos cães, com mais frequência, no verão. No entanto, a bicheira pode ocorrer em qualquer época do ano, por isso o cuidado com a higiene do ambiente e prevenção de moscas deve ser continuo. Para evitar que as moscas depositem ovos na pele de nossos cachorros, tornando-os assim hospedeiros de larvas, e causando a bicheira ou miíase, é necessário manter as moscas longe. Lembre-se que sempre a melhor maneira de evitar doenças é a prevenção, e no caso da bicheira os cuidados primordiais são:

  • manter a pele do cachorro sempre limpa, sem mau cheiro;
  • limpar as fezes do cachorro do ambiente várias vezes por dia;
  • lavar a varanda e quintal todos os dias, removendo a urina e o mau cheiro;
  • manter o lixo sempre muito bem fechado e longe de seu cachorro;
  • borrifar óleo de citronela sobre a pelagem do cachorro também pode ajudar a evitar insetos;
  • utilizar, no cachorro, coleiras e sprays anti-mosca, que evitam que elas consigam pousar na pele do animal;
  • se o cão estiver com machucados, arranhões ou feridas, é importante cuidar, fazendo curativos e colocando repelente.

Observe que a mosca tentará depositar suas larvas em feridas já existentes na pele de seu cachorro, pois estes são os lugares mais adequados para que elas possam multiplicar-se rapidamente. Caso você perceba nódulos no corpo de seu cachorro, existe a possibilidade de ser uma bicheira em estado inicial, ou berne.

É sempre muito importante estar atento aos ferimentos na pele de seu cão, pois feridas podem ser sintomas de diversos problemas que acometem os cachorros, como sarna, alergia, berne e até pequenos tumores que acometem os animais, e todas as doenças que tem um diagnóstico prematuro são mais fáceis de tratar. Se seu cachorro estiver com algum ferimento na pele, lave bem com água e líquido de dakin e, por último, utilize iodopovidona, para desinfetar. Se puder manter o cão em um ambiente interno para que ele fique longe de moscas é sempre mais recomendado.

Como você já sabe, é importante ressaltar que a mosca pousa na pele do cachorro e coloca ovos. Estes ovos eclodem e se transformam em larvas. Estas larvas de futuras moscas, alimentam-se da pele do animal, provocando uma ferida. Literalmente, comem o cachorro vivo! Por isso você irá precisar matar as larvas, para que elas parem de se alimentar de seu cachorro. Depois que elas estiverem mortas, será necessário retirá-las completamente da pele do cão, fazendo uma desinfecção do local e utilizando, para isso, materiais esterilizados.

Como tratar a Miíase (Bicheira)

Se houver possibilidade, leve seu cachorro o mais rapidamente possível ao veterinário. Lembre-se que é sempre arriscado diagnosticar um problema de saúde e tratar em casa, sem a supervisão de um especialista. Muitos cachorros não suportam a dor provocada pela bicheira e para tirá-las de suas peles será necessário que o cachorro esteja sedado ou até anestesiado. Nunca use produtos químicos em lesões que não sejam produtos para uso veterinário. Muitas pessoas acreditam que usar óleo queimado ou até mesmo creolina, pode ser um tratamento eficiente para tirar a bicheira da pele do animal, mas NÃO são! Estes “tratamentos” caseiros podem intoxicar seu cachorro e piorar ainda mais o estado de saúde dele. No entanto, caso você não possua condições de levar seu cão ao veterinário, algumas providências podem ajudar você a resolver o problema, passando os produtos adequados. Geralmente, após algumas horas, as larvas já estarão mortas. E, somente depois disso, você poderá tentar removê-las.

O primeiro passo para se retirar as larvas de bicheira da pele do cachorro é cessar o crescimento das larvas, fazendo com que elas parem de comer a pele do cachorro e, para isso, é preciso matar as larvas da bicheira. Para tanto, você irá utilizar produtos veterinários, como o comprimido de nitenpiram, ou sprays de prata, unguento, ou similares.

Comprimidos de nitenpiram (Capstar) podem ser administrados via oral, de acordo com o peso do cachorro. Estes comprimidos foram desenvolvidos para controlar infestação de pulgas, mas descobriu-se que também impedem o desenvolvimento das larvas de moscas, na pele de cachorros e gatos. A única restrição do medicamento é com relação a animais com menos de 4 semanas de vida e animais com peso inferior a 1 kg (devido à falta de estudos realizados).

Assim que você constate a infestação por bicheira na pele do cachorro, procure analisar, primeiramente, a extensão da ferida. Normalmente é fácil identificar. Lave apenas superficialmente com líquido de dakin. Enquanto as larvas estiverem vivas qualquer ação de limpeza é muito dolorosa para o animal, pois as larvas irão movimentar-se ainda mais na pele do cachorro. Então administre um “mata bicheira” oral ou tópico.

Depois que as larvas que formaram a ferida na pele de seu cachorro estiverem mortas, será necessário que você inicie a remoção dos parasitas do corpo de seu cachorro, utilizando uma pinça. É muito importante, sempre que possível, levar o cachorro ao veterinário, pois dependendo da região afetada e da profundidade da lesão, alguns órgãos importantes possam ter sido atingidos e, além disso, é quase sempre indicado o uso de um antibiótico que poderá ser administrado por via oral ou injetável, de acordo com a prescrição veterinária. Os medicamentos a serem utilizados, costumam ser receitados especificamente para cada caso, de acordo com o volume e extensão da lesão de cada animal. O antibiótico irá prevenir possíveis infecções, mas analgésicos e anti-inflamatórios também poderão ser prescritos. Também é extremamente importante não deixar nenhuma larva dentro do ferimento.

A bicheira é uma doença perigosa que afeta muitos cães. E é essencial tomar medidas preventivas para evitar as moscas, que transmitem bicheiras para o cachorro. Tutores de cachorros e outros de animais domésticos, devem ser extremamente cautelosos durante o ano todo, mas com atenção redobrada nos períodos de calor intenso e fortes chuvas, como no verão, já que neste período do ano as moscas costumam proliferar-se drasticamente. Se seu cachorro estiver infestado por bicheiras não deixe de consultar seu veterinário, mesmo que você opte por iniciar o tratamento imediatamente com Capstar, unguento ou spray, na intenção de aliviar o sofrimento de seu cachorro e matando a bicheira. Apenas o veterinário saberá avaliar a extensão e gravidade da lesão causada pela bicheira e, apenas ele, saberá indicar o tratamento correto.

No vídeo, abaixo, vamos verificar uma bicheira acometendo a cavidade oral de um cão, causando destruição de grande parte dos tecidos moles, incluindo o palato.

Assista ao vídeo

Com informações do Blog do Cachorro

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Mais Dicas

Comentários

pessoal olha só cubro qualquer valor que vc tiver faço 699,00 avista e se sugir ...
Sábado, 19 Ago 2017, 20:58   
30 ml esra 780 reais .Pode ser pago a vista ou no cartão .Whatsapp (61)98489-...
Sábado, 19 Ago 2017, 20:49   
da uma olhada to fazendo esse fim de semana 799,00 reais veja no site
Sábado, 19 Ago 2017, 19:30   
30 ml 850,00 pagamento a vista ou no cartao de crédito em ate 12 parcelas. Conta...
Sábado, 19 Ago 2017, 19:15   
https://farmaciaonlinetop.com.br/
Sábado, 19 Ago 2017, 15:34   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...