All for Joomla The Word of Web Design

Por que os cães fogem? Saiba como impedir!

Diferentemente dos humanos, os cães não são seres rancorosos. Conheça os motivos de fuga mais comuns entre os cães. Saiba tomar as providências certas para evitar que seu peludo escape, principalmente se ele é um típico fujão.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Conheça os motivos de fuga mais comuns entre os cães. Saiba tomar as providências certas para evitar que seu peludo escape, principalmente se ele é um típico fujão.

Diferentemente dos humanos, os cães não são seres rancorosos. Eles não fogem de suas casas para fugir do tutor porque não os amam (a não ser que haja maus-tratos), mas sim por motivos instintivos. Eles não sabem que ao tomar essa atitude, enfrentarão dificuldades e que poderão não ser mais encontrados pela sua família.

Entre os motivos de fuga mais comuns entre os cães, estão:

  • Cio: se o seu cachorro for macho, uma das justificativas pode ser o fato de ele ter farejado alguma fêmea no cio passando próximo à sua casa.
  • Instinto de caça: dependendo da raça, alguns cães podem ter um forte instinto de caça. Associado à personalidade dele, essa característica pode se intensificar e fazer com que ele desenvolva ainda mais o desejo de explorar seu território.
  • Medos: se seu cão tem medo de fogos, rojões, trovões, entre outros, isso pode funcionar como um fator impulsionador para sua fuga. A audição dos nossos peludos é muito mais sensível do que a humana, o que faz com que eles os ouçam em um volume muito mais elevado que nós. Na tentativa de fugir disso que lhes assusta, que na verdade eles nem sabem de onde vêm, eles podem escapar de casa.
  • Cães idosos ou doentes: os cães que estão sob essas condições tendem a ficar desorientados mais facilmente, o que pode fazer com que eles se percam, mesmo em locais que já estão habituados.
  • Maus-tratos: um cachorro também pode fugir por conta de maus-tratos que está sofrendo em sua casa, mesmo que não seja do tutor.
  • Cão preso: é importante lembrar que cães são animais que valorizam a liberdade e, portanto, se passarem muito tempo presos, naturalmente sentirão a necessidade de correr e se libertar. Quanto maior for o espaço em que ele vive, mais livre ele se sentirá. Mas para alguns, o tamanho do local não é o bastante, eles querem explorar novos locais.
  • Tédio: cães têm muita energia e é preciso que eles a gastem, caso contrário, ficarão ansiosos, o que pode levá-los a fazer coisas indesejadas como roer móveis, comer o que não se deve e, inclusive, fugir. Pela falta de atividade e energia acumulada, ao ver um portão aberto seu cão pode achar que isso é uma boa fuga para seu tédio, e chance de gastar sua energia.
  • Alimentação: mesmo que seu cão se alimente bem dentro de casa, caso ele saiba que em algum local ele sempre encontrará comida, isso pode tornar-se um fator impulsionador, caso ele esteja com fome.

Então, é essencial que você tome as devidas providências para evitar que seu cão fuja, e sempre certifique-se de que ele está com todas as suas necessidades atendidas, para que esse risco seja ainda menor.

Impedindo seu cão de fugir

Como já mencionado, acima, existem inúmeras razões para os cães fugirem de casa. É preciso, portanto, que você tenha absoluta certeza de que está tomando as providências certas para evitar que seu peludo escape, principalmente se ele é um típico fujão.

Primeiramente, é importante dificultar a saída do seu amigo, fisicamente. A probabilidade de a fuga acontecer é mais alta se a sua casa tiver um portão que dá direto para a rua. Para aumentar a segurança, é necessário você colocar mais um portãozinho, mesmo que removível, entre onde o cão permanece e o portão já existente. Quando uma pessoa for sair de casa então, por exemplo, ela pode abrir o portão, fechar, e somente em seguida abrir o outro, o que já reduz consideravelmente o risco de seu amigo sair correndo de casa.

Um motivo recorrente de fuga canina é o medo de fogos de artifício e itens do gênero. Quando você souber que isso acontecerá (principalmente em noites comemorativas), não deixe seu amigo sozinho e fora de casa. Coloque-o para dentro e permaneça junto com ele, para que ele se sinta acolhido e não desenvolva o desejo de fugir do barulho para qualquer local. Lembre-se de deixar perto dele a sua caminha, comedouro e brinquedos.

Alguns se sentem mais seguros em locais mais escondidos como embaixo de algum móvel ou um quartinho menor, que não seja possível ouvir os barulhos, ou que tenha algum som alto que ele já esteja habituado como por exemplo uma lava roupa, que poderá amenizar os ruídos externos dos fogos. Portanto, essa também pode ser uma boa opção de lugar para você ficar com seu cãozinho.

Caso você não esteja em casa nesse momento crítico para ele, até mesmo por ser imprevisível, é interessante que você já deixe sua casa sempre preparada. Caso ele permaneça em um canil, por exemplo, considere telar a parte de cima da baia, mesmo que ela seja coberta com telhas. Alguns animais, incentivados pelo medo e desespero por fugir do barulho, podem pular alto e até mesmo empurrar as telhas para conseguirem escapar.

Uma das soluções que também podem amenizar o risco de fugas é a castração do seu bichinho. Alguns podem despertar o desejo de escapar por sentirem o cheiro de uma fêmea no cio e quererem ir atrás dela. Ao castrá-lo, além de prolongar a vida do seu animal por em média três anos, a manifestação hormonal dele/dela será reduzida, o que pode minimizar as chances de ele escapar de casa.

Alguns cães tem o costume de passearem sozinhos pela vizinhança. Como método preventivo, você pode acompanhá-lo em suas caminhadas. Andando sozinho, alguém pode achar que ele está perdido e resgatá-lo, podem roubá-lo, ele pode até ser atacado por outro cão, perder-se, sofrer alguma agressão, atropelamento, entre outros. Além disso, você estará fazendo parte de um programa que ele adora fazer e gostará ainda mais se você estiver com ele nesse momento divertido!

O adestramento também pode ser usado como um método de prevenção de fugas, além de trazer outros benefícios a ele e a você! No entanto, caso seu instinto fale mais alto, ele pode mesmo assim querer fugir, o que nos leva novamente aos métodos já citados anteriormente.

Com informações do PetHub Blog

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Mais Dicas

Comentários

Oi queria saber se vcs resgata animais que estão sendo maltratados,minha visinha...
Quinta, 21 Mar 2019, 14:56   
Bom dia, você é de qual cidade? Tenho interesse!
Quinta, 21 Mar 2019, 10:31   
Me ajudem por favor.
Quinta, 21 Mar 2019, 0:30   
Olá Boa noite! Eu tenho um cãozinho e ele ta fomitando demais... Queria a ajuda ...
Quinta, 21 Mar 2019, 0:29   
Tenho um Rotweiler e um Pastor - caso tenha interesse. 9.9902-7821.
Quarta, 20 Mar 2019, 16:45   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...