All for Joomla The Word of Web Design

Microchips: identificação segura de cães e gatos

O Microchip é um dispositivo eletrônico implantado sob a pele do animal que armazena um código numérico único com o qual o pet vai ser identificado em diferentes situações. Não se trata de um rastreador ou GPS. Poucas pessoas conhecem as principais vantagens do microchip para cães e gatos e em quais situações ele pode ser útil. Neste artigo vamos explicar de forma simples e objetiva tudo que você precisa saber sobre o microchip.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

O Microchip é um dispositivo eletrônico implantado sob a pele do animal que armazena um código numérico único com o qual o pet vai ser identificado em diferentes situações. Não se trata de um rastreador ou GPS.

Apesar de existir no mercado há muitos anos, poucas pessoas conhecem as principais vantagens do microchip para cães e gatos e em quais situações ele pode ser útil. há pessoas que imaginam que o microchip para cães e gatos funciona como um rastreador ou GPS, mas não é assim. Na verdade, o dispositivo tem a função de identificar o animal. Neste artigo vamos explicar de forma simples e objetiva tudo que você precisa saber sobre o microchip.

Microchip para cães e gatos – o que realmente é?

O microchip para cães e gatos é um dispositivo fabricado em biovidro (não nocivo à saúde do animal) e que tem como principal objetivo auxiliar na identificação de um animal, por exemplo, quando este se perde da sua família. Além disso, o microchip é obrigatório para alguns destinos de viagens internacionais, como os países pertencentes à União Europeia, Japão, EUA, entre outros.

Com 12mm de largura, por 2 mm de diâmetro, o microchip é quase do tamanho de um grão de arroz e geralmente é aplicado na cernelha de cães e gatos (próximo da nuca). A aplicação do microchip, por ser subcutânea (assim como ocorre com a aplicação de vacinas), é pouco dolorosa e pode ser feita sem maiores complexidades por um médico veterinário da sua confiança.

Microchip – como funciona?

Cada microchip tem um código único e exclusivo que servirá para identificar o cão/gato em qualquer lugar do mundo.

Após a aplicação, a leitura das informações pode ser feita com um leitor específico que deve ser aproximado à nuca do animal. Os microchips mais antigos armazenavam somente o código único, mas alguns microchips mais modernos já estão preparados para armazenar o telefone do tutor (responsável), as datas das principais vacinas e a indicação de castração do animal.

É importante esclarecer uma dúvida muito comum: o microchip não funciona como um GPS rastreável. A grosso modo, ele assemelha-se à uma plaqueta de identificação, mas com a vantagem de não correr o risco de se soltar do animal ou ficar ilegível com o passar do tempo.

Microchip – a partir de qual idade pode ser implantado e qual a validade?

Aconselha-se a implantação de microchip a partir dos 2 ou 3 meses de idade. Ao contrário do que muitos pensam, o microchip não tem uma bateria, nem curta validade por ser constituído de biovidro (mesmo material usado em marca-passos). O microchip tem a durabilidade de aproximadamente 100 anos, que é o tempo que este tipo de material demora para se decompor. Ou seja, o microchip é válido por toda a vida do animal.

Microchip – quanto custa a implantação?

Em São Paulo, por exemplo, o preço da aplicação de microchip para cães e gatos tem alto índice de variação, flutuando entre R$ 100 e R$ 200. Como não se pode brincar com a saúde, é importante fazer a aplicação em uma clínica veterinária de sua confiança.

Algumas dicas sobre microchip

  • dê preferência para microchips em conformidade com as normas ISO 11784 (aceito internacionalmente) e ISO 14223, ABNT-NBR: 14766;
  • sempre mantenha as informações do microchip atualizadas – muitas clínicas fazem a atualização sem nenhum custo;
  • não há restrições relacionadas à raça do animal para implantação de microchip.

O blog Bicharada conversou com o médico veterinário, Selmar Moreira, que esclareceu as principais dúvidas sobre o tema. Pra começar, o especialista explica que os tutores de pets devem entender para que serve o microchip.

"Muitos donos de animais chegam à clínica para implantar o microchip pensando que ele é um localizador e que se perder o animal vai saber exatamente onde ele está. Mas o microchip não funciona assim. O dispositivo não dá a localização. Se o animal microchipado se perde e é levado a uma clínica que tem o leitor de microchip, conseguimos encontrar o dono, pois com a leitura acessamos os dados do bichinho e assim sabemos quem é o seu dono", esclarece Selmar Moreira, especialista em clínica médica e cirúrgica de pequenos animais.

O veterinário explica que o procedimento é praticamente indolor e feito em questão de segundos. Para implantar o microchip é utilizado uma agulha não muito maior do que a que se utiliza para uma vacina. O dispositivo é pouco maior que um grão de arroz e é implantado no tecido subcutâneo da região interescapular, ou seja, logo abaixo do pescoço.

O minúsculo chip é envolto em uma cápsula de vidro. Cada dispositivo tem um número de identificação que é único. Cães, gatos e outros pets podem receber o microchip.

Em Teresina, a busca é maior por tutores de pets que vão viajar para fora do Brasil. Nos países da União Europeia, por exemplo, a identificação por microchips é obrigatória.

"O procedimento é seguro e não tem limite de idade nem inferior, nem superior. Também não tem contraindicação. Para implantar é bem rápido. O tutor chega à clínica e explicamos como funciona. Em seguida, fazemos um cadastro e o dispositivo é colocado no pet", explica Moreira.

Os microchips ficam imperceptíveis ao tato, têm validade indeterminada e não precisam de manutenção. A única maneira de localizá-los é com um leitor de microchip, uma espécie de scanner que detecta onde se encontra o chip e envia um sinal para a leitura de seu número.

O blog Bicharada fez uma pesquisa em Teresina e encontrou preços que variam de R$ 130 a até R$ 195. Os microdispositivos só devem ser implantados em clínicas veterinárias e por um especialista.

Com informações do Bicharada e PreVet

Anúncio da APIPA | 09/JANEIRO/2019

Ajude agora! Falta RAÇÃO para GATOS no Abrigo da APIPA

Amigo, nosso abrigo passa por situação de emergência. O estoque de RAÇÃO para GATOS está ZERADO e precisamos alimentar 182 bichanos todos os dias. Ajude-nos agora, pois a fome não espera! Mais informações com Isabel Moura (86) 99951-0201 e Jane Haddad (86) 99924-1818.
Veja post no Facebook

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Mais Dicas

Comentários

Gostaria de fazer a doação de uma cachorro. Como faço.
Quarta, 16 Jan 2019, 21:29   
- boa noite
Me mudei recentemente numa casa no Eden, casa do lado tem dois c...
Terça, 15 Jan 2019, 21:09   
ola ,bom dia!
meu nome e Regina Flora ,residente da rua Amalia Fernandes Rodrig...
Quarta, 9 Jan 2019, 8:33   
Senhor Ennio campeão eu quero adotar este dálmata
Terça, 8 Jan 2019, 6:39   
Que tipo devtrataneto
Domingo, 6 Jan 2019, 7:44   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...