Centro de Zoonoses de São Luís (MA) é denunciado por maus-tratos

Vídeo de autoria da organização Bicho Feliz denuncia maus-tratos. Na denúncia encaminhada à polícia, ONG pede a interdição do CCZ.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Vídeo de autoria da organização Bicho Feliz denuncia maus-tratos. Na denúncia encaminhada à polícia, ONG pede a interdição do CCZ.

CCZ é acusado de sacrificar animais sadios e descartar os corpos em lixão. (Imagem: JMTV)CCZ é acusado de sacrificar animais sadios e descartar os corpos em lixão. (Imagem: JMTV)Um vídeo feito pela organização não governamental Bicho Feliz mostra cenas de maus-tratos a animais, supostamente, realizadas no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Luís (MA). O registro foi encaminhado à Delegacia Especial do Meio Ambiente, que apura o caso.

Segundo a ONG, todos os animais recolhidos nas ruas pelo CCZ são sacrificados, mesmo que tenham coleiras com indicação do dono e sejam saudáveis. Em um canil, uma cadela amamentando filhotes está com animais doentes. De acordo com a denúncia, os animais ficam vários dias sem água e alimentação, já que vão receber a injeção letal que provoca a morte por paralisia dos músculos.

Fotos com animais mortos em caixas ou largados ao abandono foram anexadas ao relatório. A aplicação da injeção letal seria feita irregularmente, sem anestesia nos cães e descumprindo os padrões de higiene e segurança para os funcionários. A organização relata ainda que os animais mortos são descartados no Aterro da Ribeira, sem cuidados com o risco de proliferação de doenças.

Na denúncia encaminhada à polícia, a ONG pede a interdição do CCZ, além da responsabilização da Prefeitura de São Luís, do Conselho Regional de Medicina Veterinária e dos coordenadores e veterinários que trabalham no local.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) informou que a Delegacia do Meio Ambiente já está apurando as denúncias. A reportagem entrou em contato com a prefeitura que, até o momento, não se manifestou sobre o caso.

Conselho de Veterinária vai apurar denúncia contra CCZ

Médicos veterinários envolvidos serão investigados. CCZ deverá receber vistoria nos próximos dias.

O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Maranhão, Osvaldo Serra, afirmou que será aberto um processo ético disciplinar contra os profissionais que podem estar envolvidos ou que tenham conivência com as denúncias de maus tratos a animais dentro do Centro de Controle de Zoonoses de São Luís.

Todos os integrantes da Comissão de ética e Bem-Estar Animal estiveram reunidos no Conselho na manhã desta sexta-feira (30) para discutir o problema. A instauração de um processo administrativo disciplinar está em discussão na tarde desta sexta-feira entre a Comissão, quando também, será definida uma data para vistoria no Centro de Controle de Zoonoses. A Promotoria do Meio Ambiente participará dessa fiscalização.

Osvaldo Serra condenou, inclusive, o descarte dos animais. Segundo as provas fotográficas, encaminhadas pela Ong Bicho Feliz à Secretaria de Estado da Segurança Pública, os animais mortos são jogados no Aterro Sanitário da Ribeira ou num lixão, próximo à Universidade Estadual do Maranhão.

"Nós vamos apurar o possível envolvimento de médicos-veterinários nesse caso e tomar as medidas cabíveis. A eutanásia tem que respeitar o animal, inclusive, após sua morte, com a destinação correta do corpo", explica Osvaldo Serra.

A denúncia contra o CCZ é fundamentada em imagens gravadas na última quarta-feira dentro da unidade de saúde animal e cedidas pela Organização Não Governamental Bicho Feliz, que mostram como são tratados os animais doentes. Sem comida, sem água, em um ambiente insalubre.

"é um ambiente fora de todas as normas sanitárias. Fezes, urina, animais sujos e sem alimento, sem assistência. Encontrei animais preparados com cinco dias, no corredor da morte, para ser eutanasiado", relata a médica sanitarista Diana Serra, autora da denúncia.

A eutanásia é permitida dentro dos Centros de Controle de Zoonoses, desde que os animais ofereçam risco à saúde pública. Geralmente, são sacrificados cães portadores de doenças irreversíveis como a leishmaniose, raiva e sinomose. Mas é preciso ter critério na hora de decretar a eutanásia. O acompanhamento de um médico veterinário é fundamental. Assim prevê a legislação, que condena a ação aleatória, indiscriminada.

"Atualmente, a prática é feita por funcionários da limpeza, que não têm nenhuma qualificação técnica, e não tem conhecimento", conta a denunciante Diana Serra.

Com informações do G1

 

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.

Pessoas nesta conversa

  • Stephanye

    Eu achei um gato de mais ou menos quatro semanas, nao sei o que fazer com ele onde eu moro nao permite animais e eu não conhço ningu´m que possa ficar com ele.

    Selecionar e copiar URL:
    Compartilhar nas redes:

Últimas No Brasil

Comentários

pessoal olha só cubro qualquer valor que vc tiver faço 699,00 avista e se sugir ...
Sábado, 19 Ago 2017, 20:58   
30 ml esra 780 reais .Pode ser pago a vista ou no cartão .Whatsapp (61)98489-...
Sábado, 19 Ago 2017, 20:49   
da uma olhada to fazendo esse fim de semana 799,00 reais veja no site
Sábado, 19 Ago 2017, 19:30   
30 ml 850,00 pagamento a vista ou no cartao de crédito em ate 12 parcelas. Conta...
Sábado, 19 Ago 2017, 19:15   
https://farmaciaonlinetop.com.br/
Sábado, 19 Ago 2017, 15:34   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...