All for Joomla The Word of Web Design

Células-tronco auxilia a recuperação de animais em Santa Catarina

Veterinários de Santa Catarina utilizam o tratamento de células-tronco, retiradas do plasma do sangue, para a recuperação de lesões em animais. O material utilizado é do próprio animal, conforme informações dos profissionais do projeto.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Veterinários de Santa Catarina utilizam o tratamento de células-tronco, retiradas do plasma do sangue, para a recuperação de lesões em animais. O material utilizado é do próprio animal, conforme informações dos profissionais do projeto.

Células-tronco na recuperação de animais. (Imagem: RBS TV)Células-tronco na recuperação de animais. (Imagem: RBS TV)De acordo com a veterinária Patrícia Arruda, de Florianópolis, o tratamento utiliza células-tronco do próprio animal. O sangue é retirado, passa por uma centrífuga, num processo de separação das hemácias e do plasma, rico em plaquetas e células-tronco, segundo a veterinária. Em seguida, o plasma é aplicado no local da lesão.

A administradora Maria Cristina de Souza, tutora da cadela Dara, diz que após a primeira aplicação já notou melhora no movimento das patas do animal, que, por conta de uma hérnia de disco, não mexe as patas traseiras e se arrasta. "Eu notei melhora, um pouquinho, mas como já acompanho há dois anos, dá pra perceber", comenta a administradora.

Assista ao vídeo / TV RBS

Técnica que utiliza células-tronco auxilia a recuperação de animais. Veterinários de Santa Catarina utilizam o tratamento de células-tronco, retiradas do plasma do sangue, para a recuperação de lesões em animais. O material utilizado é do próprio animal, conforme informações dos profissionais do projeto. (RBS TV - 22/04/2013)

Segundo a veterinária que faz o tratamento de Dara, este procedimento é comum para tratar articulações, quadril e joelhos. "Quando o animal é pequeno, é comum ter lesões de joelho, patela solta, por exemplo. Nestes casos tenho tido bastante sucesso", comenta a veterinária.

As sessões de transplante de célula tronco são realizadas uma vez por mês. O cachorro Pingo já passou por quatro e já mostra o resultado. Ele não movimentava as patas traseiras por conta de uma lesão na coluna, e depois das sessões consegue ficar em pé, sinal de que o tratamento está funcionando. "Ele ainda não tem força, mas o fato de mexer as patas, e ficar em pé, já traz esperanças", explica a veterinária.

Com informações do G1

Anúncio da APIPA | 22/JANEIRO/2019

Ajude agora! Falta RAÇÃO para GATOS no Abrigo da APIPA

Amigo da APIPA, nosso abrigo está sem estoque de RAÇÃO para GATOS (quase ZERADO) e precisamos alimentar mais de 230 bichanos (adultos e filhotes). Ajude esses inocentes para que o alimento não lhes falte, fazendo a sua doação de RAÇÃO para GATOS agora, pois a fome não espera! Informações com Isabel (86) 99951-0201 e Jane (86) 99924-1818.
Veja post no Facebook

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Últimas No Brasil

Comentários

Bom dia, Luciana. Infelizmente não temos mais vaga.
Quinta, 21 Fev 2019, 9:00   
Bom dia, Aline. Infelizmente não temos mais vaga.
Quinta, 21 Fev 2019, 8:59   
Bom dia, Alexandre! Temos sim. Venha nos visitar e conhecer o nosso abrigo.
Quinta, 21 Fev 2019, 8:53   
Bom dia, eu nao moro no Brasil e ja estou proximo a viajar para o exterior,???
...
Quinta, 14 Fev 2019, 15:42   
Vcs estão tendo filhote de 6 meses medio porte ou grande porte, pode ser médio p...
Quarta, 13 Fev 2019, 8:49   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...