All for Joomla The Word of Web Design

Jumentos apreendidos em rodovias podem virar ração para criminosos no RN

Os jumentos resgatados nas estradas do Rio Grande do Norte, em vez de serem destinados a abrigos poderão virar refeição para presidiários e merenda em instituições pré-escolares.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Ajude a salvar milhares de jumentos que serão condenados ao abate para o consumo humano. Assine a PETIÇÃO para pressionar o Ministério Público do RN.

Cerca de 600 jumentos recolhidos em estradas estão em fazenda de Apodi, RN. (Foto: Odacy Amorim)Cerca de 600 jumentos recolhidos em estradas estão em fazenda de Apodi, RN. (Foto: Odacy Amorim)

Os jumentos resgatados nas estradas do Rio Grande do Norte, em vez de serem destinados a abrigos poderão virar refeição para presidiários e merenda em instituições pré-escolares. A proposta que regulariza o assassinato dos animais para o consumo partiu do promotor Sílvio Ricardo Brito, da 2ª Promotoria da cidade de Apodi. As informações são do Portal G1.

O objetivo é encontrar destinação para os mais de 600 animais resgatados nas estradas federais. O projeto foi pautado em um almoço, ocorrido na última quinta-feira (13), no qual os convidados foram servidos com pratos de carne de jumento. Cerca de 300 pessoas, segundo o promotor, experimentaram a carne.

Em entrevista ao G1, Sílvio Ricardo explicou que a ideia surgiu após reuniões com professores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). "Chegamos à conclusão que uma das soluções para a questão dos animais apreendidos é estimular o consumo da carne de jumento. Os veterinários atestaram que o alimento é próprio para o consumo humano. Não é consumido por uma questão cultural. Queremos quebrar essa barreira", conta.

O promotor afirma também que após a aprovação do consumo da carne nos presídios, há propostas para que ela seja servida em instituições pré-escolares e hospitais.

Jumentos apreendidos em estradas do RN podem virar ração para presidiários. (Foto: Fernanda Zauli / G1)Jumentos apreendidos em estradas do RN podem virar ração para presidiários. (Foto: Fernanda Zauli / G1)

Os animais estão abrigados no momento em uma fazenda da Associação de Proteção de Animais de Apodi. Sílvio calcula que gastos com alimento, medicação e tratamento veterinário são cada vez mais elevados e que isso seria uma das principais motivações para a criação da proposta. A Polícia Rodoviária também mantém parcerias com as prefeituras de Natal, Mossoró e Currais Novos que recebem os animais apreendidos e os matam caso os tutores não se apresentem para recolhê-los em 60 dias.

Os protetores dos direitos animais de Apodi não se conformam com a cruel atitude do promotor. Para eles a desumanidade e insuficiência política são claras. O número de animais abandonados não será resolvido com o genocídio da espécie. No dia 30 de dezembro de 2013 a ANDA publicou uma matéria informando sobre o recolhimento dos animais e sua destinação a um abrigo da cidade. Os equinos estão sob a tutela de uma organização protetora e do governo, logo, deveriam ter sua saúde, alimentação, enfim sua vida, resguardadas.

Propor que os jumentos virem alimento por serem considerados um gasto público ou porque o número de apreensões sejam cada vez maiores, mostram um imenso retrocesso político que vai contra o movimento de proteção animal que alguns parlamentares lutam para obter reconhecimento.

Um vídeo que circula na internet mostra um jumento sendo cruelmente assassinado, ao som de crianças gargalhando. Alguns usuários do Facebook que moram na região alegam que o jumentinho massacrado nas imagens é um dos que foram degustados pelo promotor Silvio Brito e seus convidados (vídeo abaixo).

Assista ao vídeo / Jumento sendo assassinado no RN

Assine a PETIÇÃO para pressionar o Ministério Público do RN. Ajude a salvar milhares de jumentos que serão condenados ao abate para o consumo humano. Estes animais já sofreram demais e continuam sofrendo. Pessoas que os criaram e exploraram para carga agora querem promover seu extermínio. É inadmissível que se adicione ainda mais um tipo de carne ao cardápio do brasileiro, condenando animais de mais uma espécie a sofrer e morrer para atender a interesses dos seres humanos, quando até o Ministério da Saúde pede aos brasileiros que comam menos carne. E, pior, é contra a atribuição constitucional do poder público de proteger os animais.

Manifeste sua indignação à governadora do Estado, Rosalba Ciarlini e ao prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro:

Governadora Rosalba Ciarlini: Twitter, Ouvidoria.

Prefeito Flaviano Monteiro: Twitter, Facebook, Ouvidoria.

A ONG DNA (Defesa da Natureza e dos Animais) divulgou manifesto, esta semana, contestando a ideia de transformar o jumento em alimento.

Assista ao vídeo / ONG DNA contesta proposta de promotor

Com informações da ANDA

Nosso país tem uma dívida impagável com os jumentos. Por séculos esses animais foram explorados servindo de transporte de carga e, em retribuição pelos seus serviços, só receberam mesmo, muita pancada. O mais justo agora, é colocá-los em uma reserva, onde eles possam viver em paz, livres da escravidão imposta por humanos cruéis. O promotor em questão, em sua proposta imbecilizada, demonstra claramente ser um sujeito ignorante e insensível. Imaginem a desgraça que seria, se os municípios brasileiros adotassem tal medida para resolver o problema da superpopulação de cães e gatos abandonados. Pela absurda proposta do promotor, é 'tudo bastante simples': 'é só abater os animais e distribuir a carne em presídios e escolas'. Um raciocínio medíocre e imbecilizado.
(por W. Portela)

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.

Pessoas nesta conversa

  • Albertina Rodrigues

    Assinem a petição e divulguem
    Carta aberta, ao povo brasileiro, dos defensores dos animais

    Que nosso grito ecoe por todos os rincões da nossa pátria, escutado por um povo que deve ser justo e humano, também por pessoas simples que amam os seres que tanto serviu os seus antepassados na construção de um Brasil nascido do Nordeste, do desenvolvimento e sobrevivência de tantos e tantos...

    Mas hoje, este SER está sendo destronado, o motor foi tomando seu lugar. Em tempos atrás tanto valor tinha... mas o homem o abandonou e pelas estradas segue seu caminho até ser atropelado, atrás de comida e se isso não bastasse, querem fazer de sua carne - para nós sagrada – alimento para os penitenciários e, depois para as crianças em suas merendas escolares, os netos daqueles a quem tanto benefício lucrou em sua sobrevivência, no uso desses animais para o sustento de sua família não morrerem de fome.

    O senhor Sérgio Brito, Promotor da cidade da Apodi no Rio Grande do Norte, guardião das leis infringindo as próprias, dando continuidade (em segredos trocados) às desumanas ideias nascidas da ignorância dada pelo oportunismo e ânsia de aparecer mesmo que na lama seja, do então governador desta mesma capital brasileira em que anos atrás tentou em suas “brilhantes gananciosas ideias”, vender os jumentos para a China trucidar em seus delicados dentes, cariados ou banguelos a carne destes queridos nossos animais, patrimônio do Nordeste: Assassinou, dias atrás, dois jumentos, estando uma prenha, aos risos e sarcasmos conforme vídeo para uns 300 convidados se deliciarem numa refeição draculêsca, da carne destes nossos irmãos se não já bastassem a mortandade aos milhares de bois, frangos, porcos...

    Do mais profundo das nossas entranhas irrompendo da fonte onde emanam as lágrimas, estas águas nos inundaram em revoltas, dores, angústias, sofrimentos atroz, não somente eles sofrem, embora outros riem.

    Apelamos para a população de sentimentos fazendo jus a esta palavra “humano”, do Nordeste, Sul, Leste, Sudeste e Noroeste brasileiro! Ajudem como possam a que estas carnificinas não mais aconteçam! Já fizemos petições, pedidos... mas agora estamos implorando ao Brasil que segure as rédeas da ignorância, da falta de inteligência dada pela negligência de atuar como deve , usando o caminho que consideram ser o mais fácil o de matar, por falta de clareza e bons princípios.

    Impeçam e impeçam!. Salvem os estimados e por nós respeitados jumentos, burros ou jegues.

    Assim como foi impedido a ida dos jumentos para a China, graças à luta de muitos principalmente da Doutora Geuza Leitão conseguindo que a ONG francesa ONE VOICE ajude a alimentá-los no santuário aberto para estes seres, hoje funcionando no Ceará na Fazenda Pula Rodrigues no Município de Santa Quitéria. Assim, também vamos impedir que não aconteça por aqui o que foi evitado que acontecesse na China

    “A NOVA FONTE DE PODER NÃO É O DINHEIRO NAS MÃOS DE UNS POUCOS,
    MAS A INFORMAÇÃO NAS MÃOS DE MUITOS”

    Assinem a Petição

    Selecionar e copiar URL:
    Compartilhar nas redes:

Últimas No Brasil

Comentários

ANA
Por favor nescessito de ajuda ,mudou um ser na minha rua ,ela sai e deixa o cach...
Quinta, 21 Mar 2019, 23:54   
Oi queria saber se vcs resgata animais que estão sendo maltratados,minha visinha...
Quinta, 21 Mar 2019, 14:56   
Bom dia, você é de qual cidade? Tenho interesse!
Quinta, 21 Mar 2019, 10:31   
Me ajudem por favor.
Quinta, 21 Mar 2019, 0:30   
Olá Boa noite! Eu tenho um cãozinho e ele ta fomitando demais... Queria a ajuda ...
Quinta, 21 Mar 2019, 0:29   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...