All for Joomla The Word of Web Design

Barbárie: homem em fúria espanca cadelinha até a morte no RJ

Polícia Civil investiga caso de cadela que foi agredida até a morte no interior do Rio. A cachorrinha era tutelada por uma idosa de 80 anos, que assistiu às cenas de terror praticadas contra seu animal de estimação.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Polícia Civil investiga caso de cadela que foi agredida até a morte no interior do Rio. A cachorrinha era tutelada por uma idosa de 80 anos, que assistiu às cenas de terror praticadas contra seu animal de estimação.

A Polícia Civil está investigando a morte de uma cadela que foi agredida até morrer no último sábado (15) em São Francisco de Itabapoana, no Norte Fluminense. O caso ganhou repercussão depois que a esposa do suspeito de ter agredido o animal gravou um vídeo que está circulando nas redes sociais.

Assista ao vídeo / Inter TV

A cachorra era tutelada pelos avós da mulher e a família registrou o caso no domingo (16) na 134ª Delegacia Legal do Centro de Campos dos Goytacazes, responsável pelo plantão do último final de semana.

O crime começou a ser investigado nesta segunda-feira (17) na 147ª Delegacia Legal de São Francisco, e segundo a delegada titular da unidade, Ivana Morgado, diligências já estão sendo feitas em São Francisco e em Campos.

A delegada espera resolver o caso ainda nesta semana e vai ouvir todos os envolvidos.

O crime teria acontecido porque a cadela mordeu o pé do homem por se assustar com ele. Segundo a denúncia da família, o homem bateu com a cabeça do animal diversas vezes na parede, o jogou para cima e pisou no corpo dele.

“Olha só o que que o meu marido, que agora é ex, acabou de fazer com a cachorra. Matou a cachorra, ensanguentou tudo, olha. Matou a cachorra, 'essezinho' aqui. Esse sujeito aqui. [Aponta para o homem]. Olha o sangue na cabeça dele aqui. Isso é pra todo mundo ver. Olha o estado da minha avó que tem pressão alta. E a cachorra morta”, diz esposa do suspeito no vídeo, indignada.

O vídeo também mostra a idosa de 80 anos, tutora da cachorra, chorando com o corpo do animal no colo. A família afirma que a cadela era a companhia da idosa, que sofre de pressão alta, e do marido dela, que sofre de Alzheimer.

"Ele socou a cachorra no chão, socou, bateu na cachorra, matou a cachorra. Ela já estava morta e ele tacou no muro, lá está o sinal. Esmagou a cabeça da cachorra no muro, que até machucou a mão dele. Eu comecei a gritar: não faz isso, pelo amor de Deus! Não mata minha cachorra! E ele dizia: vou matar, vou matar!", contou a idosa Maria da Penha.

A sogra do suspeito, filha da tutora do animal, espera que o homem seja punido. "Eu quero que ele seja punido, que ele pague pelo que fez. Isso foi um crime, porque é uma vida. Um animal que é cuidado como um ser da nossa família", disse Cláudia Ribeiro.

Crime

Matar, maltratar cachorro - ou qualquer outro animal - é crime. Não importa se o animal é doméstico, domesticado, silvestre, nativo ou exótico.

Este tipo de crime é tipificado no artigo 32 da Lei dos Crimes Ambientais, de 1998. A lei prevê detenção de três meses a um ano, além de multa, para quem 'praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar' qualquer tipo de animal. Se houver a morte do bichinho, a pena aumenta até um terço.

Como denunciar a crueldade

Com informações do Inter TV

Anúncio da APIPA | 09/JANEIRO/2019

Ajude agora! Falta RAÇÃO para GATOS no Abrigo da APIPA

Amigo, nosso abrigo passa por situação de emergência. O estoque de RAÇÃO para GATOS está ZERADO e precisamos alimentar 182 bichanos todos os dias. Ajude-nos agora, pois a fome não espera! Mais informações com Isabel Moura (86) 99951-0201 e Jane Haddad (86) 99924-1818.
Veja post no Facebook

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Últimas No Brasil

Comentários

Gostaria de fazer a doação de uma cachorro. Como faço.
Quarta, 16 Jan 2019, 21:29   
- boa noite
Me mudei recentemente numa casa no Eden, casa do lado tem dois c...
Terça, 15 Jan 2019, 21:09   
ola ,bom dia!
meu nome e Regina Flora ,residente da rua Amalia Fernandes Rodrig...
Quarta, 9 Jan 2019, 8:33   
Senhor Ennio campeão eu quero adotar este dálmata
Terça, 8 Jan 2019, 6:39   
Que tipo devtrataneto
Domingo, 6 Jan 2019, 7:44   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...