All for Joomla The Word of Web Design

Barbárie: cãozinho idoso com saúde debilitada é enterrado vivo em AL

Após ter sido enterrado vivo, num ato bárbaro de extrema crueldade, cãozinho idoso com saúde bastante debilitada e com suspeita de doença degenerativa (cinomose) é resgatado por ONG em Alagoas.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Após ter sido enterrado vivo, num ato bárbaro de extrema crueldade, cãozinho idoso com saúde bastante debilitada e com suspeita de doença degenerativa (cinomose) é resgatado por ONG em Alagoas.

Um cachorro de porte grande e muito debilitado foi resgatado nesta terça-feira (8) após ter sido enterrado vivo, em Barra de São Miguel, no Litoral Sul de Alagoas. Segundo o Projeto Acolher, que divulgou imagens do resgate em rede social, o animal estava em um buraco, em um terreno baldio, e foi localizado por moradores da região, que ouviram seu choro. Uma das fotos exibidas pela ONG mostra que ele tinha uma corda amarrada na pata.

Assista ao vídeo / Resgate (Projeto Acolher)

Sujo, cheio de carrapatos e sem forças, o cachorro, que ganhou o nome de Dogão, foi socorrido por voluntários e levado em estado grave a uma clínica veterinária.

Com suspeita de cinomose em estágio avançado e devido ao risco de contaminação na unidade, Dogão foi transferido no fim da tarde para a sede do projeto. Ali, apesar de não andar e do estado delicado, conseguiu se alimentar sozinho, o que encheu os protetores de esperança.

Assista ao vídeo / TV Gazeta

"Como os veterinários acreditam que ele tenha uma doença degenerativa conhecida como cinomose, em estágio muito avançado, o cachorro deve ficar isolado e ter atendimento especial. Ele vai para o abrigo, mas com a suspeita da doença, que é contagiosa, ele não pode ficar próximo dos outros animais. O médico veterinário vai ficar acompanhando”, relatou Naíne Teles, voluntária do Projeto Acolher.

“O que leva uma pessoa a enterrar vivo um cachorro? Porque ele é velho? Porque não tem mais a serventia de antes?”, escreve a ONG em uma publicação, que mostra o cachorro tomando soro.

Não há informações sobre quem praticou este ato bárbaro de extrema crueldade.

Maus-tratos a animais é crime com pena prevista de três meses a um ano de detenção, além de multa. Para que o criminoso seja punido, casos de abandono, agressão, negligência e outras formas de crueldade devem ser denunciados às autoridades.

Como denunciar a crueldade

ADOTE UM ANIMAL CARENTE!

Para adotar um amiguinho em Teresina, PI, conheça o abrigo de animais carentes da APIPA.

CNPJ: 10.216.609/0001-56 | APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS
Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (próximo à UNINOVAFAPI)
Teresina, PI - CEP 64073-167 - (86) 98846-8020 - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. - MAPA
Horário de visitação: das 14 às 16 horas, todos os dias, inclusive feriados.

Com informações do BOM PRA CACHORRO

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Últimas No Brasil

Comentários

Oi queria saber se vcs resgata animais que estão sendo maltratados,minha visinha...
Quinta, 21 Mar 2019, 14:56   
Bom dia, você é de qual cidade? Tenho interesse!
Quinta, 21 Mar 2019, 10:31   
Me ajudem por favor.
Quinta, 21 Mar 2019, 0:30   
Olá Boa noite! Eu tenho um cãozinho e ele ta fomitando demais... Queria a ajuda ...
Quinta, 21 Mar 2019, 0:29   
Tenho um Rotweiler e um Pastor - caso tenha interesse. 9.9902-7821.
Quarta, 20 Mar 2019, 16:45   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...