All for Joomla The Word of Web Design

Animais morrem de fome em zoo de Gaza e têm seus corpos mumificados

Essas são fotos horríveis de corpos mumificados de dezenas de animais que morreram de fome no zoológico Khan Younis, em Gaza, e que vem sendo considerado 'o pior zoológico do mundo'.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Essas são fotos horríveis de corpos mumificados de dezenas de animais que morreram de fome no zoológico Khan Younis, em Gaza, e que vem sendo considerado 'o pior zoológico do mundo'.

Segundo publicado pela ANDA, em abril de 2015, os animais vinham passando fome há quase um ano, quando o conflito entre palestinos e israelenses começou a impedir os funcionários de alimentá-los e cuidar deles adequadamente.

Mohammed Awaida abriu o zoológico em 2007. Recentemente, ele perdeu um grande número de animais durante os ataques de Israel contra o Hamas, que começaram no início do ano passado.

Durante uma ofensiva de três semanas de duração, Awaida disse que não conseguia ir ao zoológico, e muitos animais morreram de fome e negligência.

Porém, de acordo com uma reportagem do Daily Mail, algo semelhante já havia acontecido no verão de 2014, na esteira da guerra de Gaza, conhecida como “Operação Margem de Proteção”.

O conflito resultou na morte de 80 animais do zoológico.

Restos de corpos e esqueletos de tigres, macacos, leões e outros animais, permanecem em 'exposição' após as suas mortes, no pior zoológico do mundo.
(Imagens: Exclusivepix Media / Alamy / Daily Mail)

O Khan Younis é um dos cinco zoológicos da Faixa de Gaza. Não há fiscalização desses estabelecimentos, nem movimentos ativistas de direitos animais na região, apesar desta ser densamente povoada.

O processo de taxidermização dos animais vinha sendo feito desde o ano passado, porém as fotos foram tiradas e divulgadas neste ano. Elas mostram como os corpos se deterioraram ao longo desse tempo. Pior ainda, elas revelam a forma como esses animais morreram de inanição, como se seus corpos tivessem se imobilizado de repente após suas últimas forças de vida terem se esgotado devido à fome e à sede. Agora, os corpos simplesmente permanecem no local, segundo a reportagem, “como ornamentos ou gnomos, secos e completamente sem vida”.

Como se não bastasse o martírio, e aparentemente em uma tentativa de imortalizar o horror, o proprietário do zoológico começou a usar as suas habilidades rudimentares de taxidermia nos cadáveres dos animais após o início da guerra.

“A ideia de mumificar os animais começou após a guerra, pois muitos deles morreram – como o leão, o tigre, macacos e crocodilos”, disse Awaida, que relata ter pesquisado a respeito e aprendido na Internet sobre como começar.
“Formaldeído e serragem foram as ferramentas básicas”, disse ele, reconhecendo não ser um especialista.

Há suspeitas de que a decisão de Awaida tenha sido tomada em uma tentativa de fazer o zoológico “sobreviver” enquanto negócio mesmo após os acontecimentos trágicos. Conforme a reportagem, os zoológicos de Gaza costumam recorrer a meios bizarros para se manter em meio aos diversos conflitos no território. Em 2009, um desses estabelecimentos exibiu burros pintados de listras branco e pretas para se parecerem com zebras, alegando que seria muito caro “repor” duas zebras que haviam morrido por negligência durante ofensivas israelenses.

“O zoológico Khan Yunis é um dos piores do mundo”, disse o Dr. Amir Khalil ao Haaretz. “É uma verdadeira prisão”.

Khalil é diretor de projetos da Four Paws, uma organização internacional de direitos animais que vem trabalhando para auxiliar mais de 100 animais em três zoológicos de Gaza, incluindo o Khan Younis, com a ajuda de voluntários locais. A ONG afirma ter provido alimento e cuidados veterinários para 40 animais do Khan Younis.

O trabalho da Four Paws em Gaza começou em 2014, após o início do conflito entre Israel e Palestina. Três leões foram transportados para o centro de reabilitação New Hope, que é um santuário de emergência animal em Amman.

Assista ao vídeo / Mail Online

Animais são mumificados e expostos em zoo

Com informações da ANDA

Pode-se afirmar que, sem dúvida, esses pobres animais foram explorados durante a vida e continuam o sendo após suas trágicas mortes. Eles foram vítimas da prática secular e repugnante do confinamento de animais para entretenimento humano e, após morrerem de fome, têm os seus corpos exibidos sem dignidade, de modo a perpetuar uma barbárie vergonhosa. O fato pode servir, no entanto, para levar ao ápice o conceito de horror subjacente em qualquer zoológico, declarando à humanidade que já passou da hora de parar com isso. (ANDA)

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Últimas No Mundo

Comentários

ANA
Por favor nescessito de ajuda ,mudou um ser na minha rua ,ela sai e deixa o cach...
Quinta, 21 Mar 2019, 23:54   
Oi queria saber se vcs resgata animais que estão sendo maltratados,minha visinha...
Quinta, 21 Mar 2019, 14:56   
Bom dia, você é de qual cidade? Tenho interesse!
Quinta, 21 Mar 2019, 10:31   
Me ajudem por favor.
Quinta, 21 Mar 2019, 0:30   
Olá Boa noite! Eu tenho um cãozinho e ele ta fomitando demais... Queria a ajuda ...
Quinta, 21 Mar 2019, 0:29   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...