Taiwan proíbe consumo de carne de cachorro e gato

Taiwan se transformará em poucas semanas no primeiro país asiático a proibir explicitamente o consumo de carne de cachorro e de gato em seu território. O Legislativo da ilha aprovou na terça-feira (11) uma emenda à Lei de Proteção aos Animais que proíbe a matança destes dois tipos de animal de estimação para o consumo de sua carne.

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Nova lei aprovada pelo Legislativo aumenta as multas e penas de prisão para quem comercializar, consumir e possuir carne desses animais.

Taiwan se transformará em poucas semanas no primeiro país asiático a proibir explicitamente o consumo de carne de cachorro e de gato em seu território. O Legislativo da ilha aprovou na terça-feira (11) uma emenda à Lei de Proteção aos Animais que proíbe a matança destes dois tipos de animal de estimação para o consumo de sua carne. Também aumenta as penas para os que infringirem a lei e comercializarem esse produto, que podem até mesmo acabar na prisão.

A reforma, que precisa ser aprovada pelo Executivo taiwanês e assinada pela presidente, estipula uma pena de prisão de até dois anos e multa de 200.000 a 2 milhões de dólares taiwaneses (20.000 a 200.000 reais) para quem maltratar esses animais e comercializar sua carne. Antes dessa emenda, as penas por abusos deliberados que resultavam em ferimentos graves, danos em órgãos vitais e morte eram muito menores. Nos casos mais graves e de reincidência, o tempo atrás das grades poderá chegar aos cinco anos. Além disso, no caso dos gatos e dos cachorros, antes só eram considerados crimes seu sacrifício e sua venda, mas não seu consumo.

Assim que a lei entrar em vigor, quem comer carne de cachorro e de gato será penalizado com multa de 1.500 a 7.700 euros (5.000 a 25.600 reais). E o Governo da ilha se reserva o direito de publicar os nomes e as fotografias dos condenados por esses crimes junto com sua ficha criminal, de acordo com informações da agência taiwanesa CNA.

Outra das modificações proíbe que os motoristas de carros e motocicletas tirem esses animais da coleira enquanto o veículo está em movimento, sob pena de multa de 90 a 460 euros (300 a 1.530 reais).

Se o consumo de carne de cachorro há décadas é algo normal em Taiwan – mas não majoritário – atualmente os habitantes da ilha os tratam “como membros valiosos de sua família”, diz a CNA. A presidenta Tsai Ing-Wen é uma conhecida defensora dos animais e prometeu em sua campanha eleitoral tomar medidas adicionais para sua proteção. Tsai tem dois gatos, muito populares em Taiwan após posarem com sua dona em várias ocasiões durante a campanha eleitoral, e ao chegar à presidência adotou três cachorros.

Nos últimos anos, vários casos de crueldade com os animais deixaram os taiwaneses indignados. Em 2016, um vídeo de soldados em uma base militar na ilha mostrou como estrangulavam um cachorro com uma corrente até matá-lo, para depois debocharem do animal e lançarem seu corpo ao mar. A repercussão foi tamanha que o ministro da Defesa precisou vir a público pedir desculpas pelo episódio. As pessoas já pediam à época uma legislação mais rígida nessa questão.

Com a queda do consumo de carne de cachorro e de gato e sua aceitação como animais de estimação, as autoridades de outras nações asiáticas se movimentam na mesma direção que Taiwan, ainda que nenhum país tenha chegado ao ponto de proibir seu consumo. Na Coreia do Sul, várias Administrações locais criaram leis para evitar o comércio dessa carne. Em Hong Kong, o sacrifício desses animais é proibido, mas não seu consumo. A China continental, por outro lado, continua sendo o grande campo de batalha das organizações em defesa dos animais: apesar de cada vez menos gente comer carne de cachorro e de gato, festivais como o de Yulin, isolados, mas muito polêmicos e com grande repercussão fora e dentro de suas fronteiras, impedem que a imagem do país como protetor dos animais melhore.

Vitória dos Animais

A medida, votada no último dia 11, ainda precisa sanção presidencial para entrar em vigor. Com isso, Taiwan se tornará a primeira nação asiática a vetar oficialmente a venda e o consumo dessas carnes.

No poder há quase um ano, a presidente Tsai Ing-Wen é defensora dos animais e, durante a campanha, prometeu medidas de proteção.

Leis contra crueldade animal ganharam destaque nos últimos anos, com o aumento de animais de estimação. Dados do governo mostram que o número de cães e gatos nas famílias saltou de 1,6 milhão em 2003 para 2,2 milhões em 2015.

Ao caminhar por ruas de Taiwan é comum ver pessoas carregando seus pets no colo ou, muitos deles, em carrinhos –aqueles parecidos com os de bebês.

Com informações do El País

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

termos e condições.
  • NENHUM COMENTÁRIO POSTADO
    SEJA O PRIMEIRO!

Últimas No Mundo

Comentários

pessoal olha só cubro qualquer valor que vc tiver faço 699,00 avista e se sugir ...
Sábado, 19 Ago 2017, 20:58   
30 ml esra 780 reais .Pode ser pago a vista ou no cartão .Whatsapp (61)98489-...
Sábado, 19 Ago 2017, 20:49   
da uma olhada to fazendo esse fim de semana 799,00 reais veja no site
Sábado, 19 Ago 2017, 19:30   
30 ml 850,00 pagamento a vista ou no cartao de crédito em ate 12 parcelas. Conta...
Sábado, 19 Ago 2017, 19:15   
https://farmaciaonlinetop.com.br/
Sábado, 19 Ago 2017, 15:34   
Parceiros Colaboradores
  • Restaurante Tomato
  • Pet House
  • Pet of Dreams
  • Criar Centro Veterinário
  • JC Adestrador
  • Clin Pet Veterinária

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber os informativos da APIPA.
Cadastre-se agora. É gratuito!

Seja um sócio da APIPA

Associando-se à APIPA você vai estar praticando uma importante ação em benefício dos animais desprotegidos.

Seja um voluntário da APIPA

Venha colocar em prática as suas habilidades e o seu talento, em benefício dos animais carentes. Saiba como...